Publicidade  |  Anuncie
  No ar: A State Of Trance - até às 03:00  
Paulo Nobre se diz culpado por má fase.

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014



Paulo Nobre assumiu o Palmeiras em janeiro de 2013 com a missão de ser o presidente no centenário do clube. Porém, um ano e oito meses depois, a situação é bem diferente da que ele imaginava estar quando foi eleito: hoje o time é o lanterna do Campeonato Brasileiro e vem de uma humilhante derrota por 6 a 0 para o Goiás. 

Nobre elegeu o principal responsável por essa condição desastrosa: ele mesmo. O mandatário se coloca como o maior culpado pela fase do Palmeiras. Mas tem certeza que isso será mudado, com o apoio dos torcedores. E com a chegada de reforços, que garante contratar para melhorar o fragilizado e criticado elenco. 

Em entrevista ao Globo Esporte, o presidente falou sobre esses assuntos, fez um balanço de sua gestão, comentou a reformulação pela qual o grupo vai começar a passar, entre outras coisas.

Eu sou o presidente do Palmeiras. Em toda a minha vida, sempre assumi minhas responsabilidades. Se o Palmeiras hoje se encontra nessa situação, não é por uma só pessoa. Mas o principal responsável é sempre o presidente e jamais vou me furtar disso.

O que fez de errado? Do que se arrepende?

Fica muito claro que se eu não tivesse errado, o Palmeiras não estaria nessa situação. Erros aconteceram e precisam ser corrigidos. Obviamente isso é algo interno, que nós fazemos avaliações constantes, e muita coisa se eu pudesse eu teria feito diferente. Mas são coisas internas que estamos tentando corrigir com o transatlântico em alto-mar. o que posso afirmar é que o Palmeiras vai sair dessa situação. Entendo a ansiedade da torcida porque sou torcedor e estou ansioso, mas não posso perder o controle. Se o Palmeiras está nessa situação, eu sou o grande responsável por ser o presidente, e sou eu que serei o responsável, com a diretoria, de tirar o Palmeiras dessa situação.

O que vai fazer para salvar o time?

Se você analisar em um torneio difícil como o Brasileiro, é normal acontecerem vitórias e derrotas. Mas em hipótese alguma um time da grandeza do Palmeiras pode encarar com naturalidade perder de 6 a 0, independentemente do adversário. Cobranças ocorrem com frequência aqui. Mas diante de um resultado anormal, a cobrança é diferenciada. Vamos ter uma conversa bem específica com o grupo sobre o que está acontecendo, temos a ideia de enxugar um pouco o elenco, vimos que o time está tomando gols muito cedo, e isso gera um desespero, ou seja, precisamos trazer um profissional que faça um trabalho psicológico, de motivação, porque teve muito sucesso na Libertadores de 2013. Isso será feito porque achamos que é o momento. E também com contratações. Temos de respeitar a parte legal, quem vem de fora não pode ser contratado, mas estamos vendo a Série B e alguns jogadores chegarão para este ano, para suprir as necessidades do elenco.

Tem jogador fazendo corpo mole?

Não acredito nisso, não identificamos ninguém fazendo corpo mole ou as "laranjas podres", não é o caso. Não existe um responsável específico para a situação ou para os 6 a 0, todos têm sua parcela de responsabilidade e o maior deles sou eu, que sou o presidente.

Grupo rachado?

Não detectamos racha no elenco. As declarações são naturais após uma goleada, quando fala de faltar vergonha cara é porque falta para todos que estão envolvidos nesse processo. Mas não vemos racha no grupo, nenhum problema entre brasileiros e estrangeiros. O que o Palmeiras vive hoje foge do senso comum do que as pessoas falam nas ruas.

Salários atrasados?

Desde fevereiro de 2013, salários, imagem e prêmios estão rigorosamente em dia. Isso deveria ser o normal de todo clube, por respeito aos profissionais. Infelizmente, do jeito que está o futebol hoje em dia, falamos com méritos sobre isso. Mas o Palmeiras não faz mais do que o normal, o natural. Mês aqui tem 30 dias. E dando todas as condições de trabalho, como damos a eles, tenho certeza que eles têm totais condições de sair dessa condição desagradável.

Contrato por produtividade é um erro?

Não. Isso é uma filosofia. Não tenho a pretensão de ficar analisando aqui o futebol brasileiro. Minha obrigação é com o Palmeiras e não tenho dúvida que a produtividade é o futuro. Muitos jogadores anseiam receber mais. E quando são titulares, eles merecem mais do que os que não estão jogando. E quando voltam a ser reservas, o salário não reduz. A produtividade é um incentivo para todos quererem jogar. 80, 85% do salário, é fixo, a produtividade gira em torno de 15 a 20%.

Dorival vai até o fim do ano?

Tinha certeza absoluta que o Gareca ficaria até o fim do contrato e imaginava outros contratos com ele. Um profissional sensacional, um vencedor, que não teve tempo suficiente para implantar a filosofia dele aqui. Fiquei muito decepcionado porque gostei muito do profissional, mas não haveria tempo para ele implantar a filosofia dele. A expectativa com o Dorival é a mesma, que ele tenha muito sucesso, que consiga tirar o Palmeiras nessa situação, que cumpra o contrato até o fim.

Valdivia será multado?

Ele é um dos melhores jogadores em atividade no Brasil. É claro que o Palmeiras cresce muito com ele. A atitude que ele teve não é algo normal. Eu não passo a mão na cabeça de nenhum jogador. E ele foi um exemplo nos últimos dois anos aqui no Palmeiras. Ele teve uma atitude de cabeça quente, prejudicou muito o clube, ele reconhece isso. Punições aconteceram internamente. O Palmeiras precisa muito dele, ele é muito identificado com o Palmeiras e contamos muito com ele para nos ajudar a sair dessa situação. Ele foi multado.

Finanças estão como?

Você falou de 35 jogadores comprados, mas isso é uma falácia. Comprados foram apenas seis - Mendieta, Leandro e os quatro argentinos. Todos os outros foram por empréstimo ou gratuitamente. Não foram contratados 35 atletas. O dinheiro todo que se fala que foi colocado no clube, foi para o dia a dia do clube: pagar salários de jogadores e funcionários, pagar contas... Assumimos em 2013 só com 25% da receita do ano e o de 2014 com apenas 70% da receita do ano. Se não fosse colocado esse dinheiro, o Palmeiras pararia. E se eu pegasse esse dinheiro no mercado financeiro, teríamos uma dívida impagável com as taxas colocadas aos clubes de futebol.

Não é um problema o dinheiro ser aportado pelo presidente? Clube vai ficar nas suas mãos?

Até poderia ficar nas minhas mãos, se eu não tivesse a filosofia de trabalho que eu tenho. Apesar de estar ajudando o Palmeiras, eu não me orgulho, eu até me envergonho, porque time não pode depender de nenhum dirigente. E o plano de devolução do palmeiras para mim está restrito a 10% da receita anual do clube. E a correção será a 100% do CDI. O Palmeiras captou o dinheiro nos mesmos moldes de um banco. O preço que o Palmeiras está pagando é pelo menos um terço do que pagaria no mercado. Em hipótese alguma o Palmeiras fica na mão de alguém. Você não inviabiliza as outras gestões, foi feita de uma forma para o Palmeiras pagar a longo prazo. Pode chegar até 15 anos. E o Palmeiras tem de andar com as próprias pernas.

Contratar com qual dinheiro?

Fontes de receita existem algumas. Pode vender jogador, emprestar, mas precisamos sempre ter criatividade. O que não pode acontecer nunca é a roda parar de rodar.

Diminuir o elenco em quantos jogadores?

Está sendo tratado internamente, mas o elenco será reduzido. Julgamos que isso é o melhor para o trabalho. Mas vão sair mais jogadores do que chegar.

Qual o sentimento do palmeirense Paulo Nobre?

Eu estou presidente, mas sou torcedor. Não dá para comprar a situação do Palmeiras com a da Seleção. O Palmeiras é minha vida, a Seleção eu torço que ganhe. Estive na final em 94 e depois no fim do ano vi o Palmeiras campeão brasileiro. E a alegria com a Seleção não chega a 20% do que chega com o Palmeiras. E em 98 vi a final na França com o Brasil perdendo e no fim do ano o Palmeiras foi desclassificado de um torneio, e a dor que causa quando acontece algo com o Palmeiras é muito maior do que com a seleção. O 6 a 0 contra o Goiás, é algo inaceitável para o tamanho do clube. Como torcedor, estou muito, muito triste com a situação que vive hoje. Eu, como presidente, sou o último a poder ficar desesperado. tenho de manter a calma até o final, porque é responsabilidade minha tirar o Palmeiras dessa situação.

E a relação com a torcida? Teme algo?

Tenho certeza que a torcida vai nos apoiar. A torcida está sendo exemplar. Se for para ficar chateado com alguém, que seja com o presidente. Não fiquem com os jogadores, que são os únicos que podem nos tirar dessa situação desagradável. Tenho certeza absoluta que a torcida vai apoiar como vem fazendo. Ela pode vaiar depois, mas durante é 100% de apoio. E queria deixar claro que a política de redução do preço dos ingressos continua. Reduzimos pela metade e vamos seguir assim, porque a torcida merece, está apoiando e tenho certeza absoluta que com o apoio do palmeirense saímos dessa situação.

Patrocínio é impossível?

Não é diretamente proporcional a situação do time com ter ou não o patrocínio. 2014, para os palmeirenses, foi o ano do centenário. Mas para o resto do mundo foi o ano da Copa no Brasil. Todo grande patrocinador, que tinha tamanho para ser master, acabou indo para a Copa. Se for fazer uma análise, em 2013 e 2014, o único patrocinador que surgiu foi uma instituição financeira pública e se não fosse ela muito time estaria sem patrocinador hoje. A falta de patrocínio deve-se mais ao mercado. O Palmeiras é grande em qualquer situação, é a razão de viver de 16 milhões em qualquer situação.



NOTÍCIAS ANTERIORES


24/09/2014 15:14 - Chefe da Arbitragem da Fifa contraria a orientação da CBF



23/09/2014 17:30 - Josimar vai para Ponte Preta



23/09/2014 17:28 - Auro renova por cinco anos.



23/09/2014 17:22 - Gabigool renova com o Santos



23/09/2014 17:21 - O Corinthians que renovar com Malcom e Guerreiro



23/09/2014 17:19 - SPFC quer Pato em definitivo.



22/09/2014 16:27 - Toloi com estiramento fica fora 3 semanas.



22/09/2014 12:54 - Planos para não perder Robinho pra seleção,



22/09/2014 12:46 - Enderson diz que time sofreu sufoco , mas venceu!



22/09/2014 12:43 - Lucas Lima é o grande destaque!




Ver as notícias mais recentes
Notícias do Estádio 97
ARQUIVO DE NOTÍCIAS  (inclui notícias do Estádio 97)


26/08/2016 11:34 - 14 fatos sobre Avicii que você provavelmente não sabia



26/08/2016 11:31 - DJ Snake assume o topo do ranking da Billboard dos álbuns mais vendidos na seman



26/08/2016 11:24 - Lineup do AMF levanta boatos sobre o possível novo vencedor do DJ Mag Top 100



19/08/2016 12:42 - Confira a lista atualizada dos DJs mais ricos do mundo



19/08/2016 12:37 - A Pizza Hut desenvolveu uma embalagem que se transforma em pick-up para DJs



19/08/2016 12:32 - Numark apresenta toca discos portátil com função para scratch



19/08/2016 12:28 - Vintage Culture assume o TOP 10 de Deep House do Beatport e se prepara para prim



12/08/2016 11:24 - Celebrando a última temporada da Space, Carl Cox grava novo Essential Mix



12/08/2016 11:20 - Ouça agora o novo remix do FTampa para Steve Aoki



10/08/2016 14:12 - Netflix vai lançar novo filme sobre EDM



09/08/2016 14:06 - Ronaldinho Gaúcho revela existência de um projeto com David Guetta



05/08/2016 12:24 - Steve Aoki lança EP “4OKI”; confira



05/08/2016 12:21 - Calvin Harris e Jennifer Lopez podem lançar música juntos



01/08/2016 12:01 - Amsterdam Dance Event anuncia lineup completo e outras novidades



01/08/2016 11:59 - Martin Garrix finalmente lança a tão esperada collab com Bebe Rexha -



01/08/2016 11:57 - Vendas de toca-discos ultrapassam as de CDJs nos EUA -



27/07/2016 14:54 - O Martin Garrix tem estado de olho em produções de talentos brasileiros



13/07/2016 13:27 - O Brazilian Bass mostrou força total com a segunda edição de sua festa em São Pa



07/07/2016 10:45 - Hardwell encerra etapa importante da sua carreira



07/07/2016 10:43 - Diplo dá seis dicas para incrementar as performances ao vivo



07/07/2016 10:40 - TÉQUINÔ ou TECHNICO ?????




Próxima página (mais antigas)

Ver as notícias mais recentes
® 1997-2017 Rádio Energia 97,7 FM - São Paulo / Brasil