Notícias

Profissionais da Educação de SP já podem se cadastrar para vacinação contra a Covid-19

A meta é conseguir vacinar 360 mil profissionais dessa área, incluindo merendeiras, auxiliares de limpeza e diretoria


01/04/2021


CORONAVÍRUS

#EnergiaNews

Em apenas 10 dias, a volta às aulas em São Paulo é marcada por casos de covid-19 tanta na rede pública quanto na rede privada (Foto: Reprodução)

O secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, divulgou nesta quina-feira (01) informações sobre o começo de cadastros da primeira fase da vacinação em profissionais da Educação acima de 47 anos da educação infantil ao médio. A imunização começa no dia 12 de abril.

Segundo o ministro, entram nesta etapa todos os profissionais da rede regular municipal, estadual, federal e particular. Serão vacinados, nesta primeira etapa, professores, merendeiras, auxiliares de limpeza, cuidadores, diretores e vice-diretores. Serão 360 mil profissionais dessa área vacinados, mas a meta é ultrapassar um milhão.

"Funções que tenham atendimento ao público e não podem parar serão vacinados neste momento, no caso das cantinas, os profissionais não serão vacinados", explica Rossieli.

Pessoas aposentadas ou que estão afastadas não receberão a vacina, só serão imunizados nesta primeira fase  aqueles que estão na ativa e na rotina escolar.

"Os professores estão no plano de imunização e entendemos que Educação é essencial", diz Rossieli. "Estamos falando pouco dos jovens que estão tentando suicídio, fora o prejuízo de aprendizagem, ao imunizar o professor e a equipe, estamos protegendo as crianças."

(Foto: Reprodução / Internet)

Os profissionais devem realizar o cadastro pelo site https://vacinaja.educacao.sp.gov.br/. Após o preenchimento, será enviado um e-mail com a confirmação para seguir a vacinação (seguindo as regras de cada município determinadas pelas secretarias de saúde municipais).

"O cadastro não é agendamento de vacina, mas uma autorização para que a pessoa possa receber a vacina, a forma será definida por cada município", disse Geraldo Reple Sobrinho, presidente do COSEMS/SP.

"Se tivessemos vacinas, São Paulo teria condições de vacinar mais de um milhão de pessoas por dia", destaca Reple.


POR: Tamiris Felix




ÚLTIMAS

+LEIA TAMBÉM: Vacina da Pfizer protege 100% contra a cepa sul-africana, aponta resultados

+LEIA TAMBÉM: Anvisa aprova o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 da Johnson

+LEIA TAMBÉM: Vacina da Pfizer tem eficácia de 100% em adolescentes de 12 a 15 anos, aponta estudo

+LEIA TAMBÉM: Profissionais da Educação foram inclusos em grupo para vacinação





Navio da Véia
Festa da Véia
Estádio 97
Energia na Véia
(11) 96650-7997
App Android
App iOS

Desenvolvimento
Hospedagem e
Streaming